COMPLEXIDADE
Equilíbrio Emocional em Tempos Turbulentos
com Lucas Guimarães

A pandemia deixou claro como nossos símbolos de valor são frágeis, temos visto tudo desabando rapidamente, mas esse tipo de instabilidade tornou-se parte da nossa rotina.  O mundo VUCA foi superado, a discussão é de um mundo BANI, percebido como Frágil (Brittle), Ansioso (Anxious), Não-linear (Nonlinear) e Incompreensível (Incomprehensible). Tentar controlar, interpretar ou evitar a instabilidade não é mais possível. O grande diferencial de um profissional é saber reagir àquilo que se apresenta.

Podemos pensar em exemplos de empresas que tiveram bons resultados durante a pandemia, usando as oportunidades para crescimento bastante significativos. Esses exemplos se aplicam também aos indivíduos a frente dessas empresas, Jeff Bezos e Amazon são um bom exemplo. Mas seria enganoso acreditar que isso é o padrão, e talvez seja enganoso acreditar que existe o mundo, ou o sistema em que estamos, possibilita o de crescimento contínuo, ou que todo o esforço é valorizado e que todos tem acesso as mesmas oportunidades. A realidade é que exemplos desse tipo de grande empresa são exceções, ao contrário do que gostaríamos de pensar. Não quero dizer que não devemos procurá-lo, mas ele não pode ser o único objeto de nossa atenção. Nosso único foco, nosso único propósito.

Talvez nesse ponto caiba o questionamento se são tempos turbulentos de fato, ou só o contexto atual trouxe à tona o quão frágil é nossa condição humana? Conseguimos atribuir todos as dificuldades à pandemia, ou nosso mundo se tornou turbulento a ponto de não percebermos mais possibilidades de equilíbrio? Diante o desafio proposto pela atual visão de mundo, diria que o grande diferencial competitivo é manter-se são nesse mundo.

 

Leia o artigo na íntegra na Revista Coaching Brasil – Edição #92 – Complexidade – Janeiro 2021

Edição #92 em https://revistacoachingbrasil.com.br/edicao/92
Conheça as demais edições em https://revistacoachingbrasil.com.br/edicoes

Compartilhe este(a) conversa inspiradora

Fórum deste(a) conversa inspiradora

Deixe aqui seu comentário