COMPLEXIDADE
Tempos Pós Normais: A Mudança está Mudando
com Rosa Alegria

Estamos entrando numa nova era da história. Saindo de um modelo que não estava dando certo – entrando num outro que ainda está por mostrar a que veio, nos defrontamos com o mais alto grau de incerteza já vivido, inaugurado pela pandemia covid19. O contato da experiência humana com grandes rupturas como essa sempre definiu marcos históricos pontuados por começos e fins de eras.  Navegando no mar das incertezas, se ainda existe um vestígio de certeza, seria essa:  a de que dessa vez, temos que acertar nas escolhas, porque deverá ser a última chance que temos de seguir caminhando, mas diferente.

Dez anos antes da pandemia Covid19, o futurista paquistanês-britânico Ziaudin Sardar já tinha acenado em 2010 para um novo enquadramento teórico que define a aceleração dos tempos no artigo “Bem-vindos aos tempos pós-normais”, lastreado em pesquisas científicas desenvolvidas em 1993 pelos matemáticos Silvio Funtowicz e Jerry Ravetz. Nesse artigo, Sardar definiu a estrutura dos tempos que passou a chamar de “pós-normais”, pela observação de três fenômenos: complexidade, caos e contradição.  Essa estrutura passou a servir de base científica para estudar, compreender e criar futuros, especialmente a partir de fundamentos do futurismo – disciplina transdisciplinar que estuda as mudanças para se preparar, se antecipar a elas e criar futuros desejáveis – também conhecida por foresight ou prospectiva.

 

Leia o artigo na íntegra na Revista Coaching Brasil – Edição #92 – Complexidade – Janeiro 2021

Edição #92 em https://revistacoachingbrasil.com.br/edicao/92
Conheça as demais edições em https://revistacoachingbrasil.com.br/edicoes

Compartilhe este(a) conversa inspiradora

Fórum deste(a) conversa inspiradora

Deixe aqui seu comentário