Investimento em capital humano: a chave para melhorar a produtividade

O ciclo da produtividade em uma empresa é fácil de entender: consiste em promover investimentos em capital humano para que haja maior retorno produtivo e financeiro, levando a um reinvestimento em capital humano que, por sua vez, aumenta novamente a produtividade e os lucros – e assim por diante em um looping contínuo.

Porém, esse ciclo tem sido interrompido, principalmente nos países desenvolvidos, por uma redução nos processos de ajustes salariais. As pesquisas indicavam que as remunerações cresceriam de acordo com a curva ascendente da produtividade, mas não foi o que aconteceu nas últimas duas décadas.

Ao contrário, o que se verificou é que as pessoas estavam rendendo mais, enquanto seus salários estavam resignados. O resultado disso, obviamente, foi a queda na produtividade das empresas.

Hoje, porém, a pergunta está posta: estamos diante de uma queda geral da produtividade por causa dos baixos investimentos em capital humano? Ou, por outro lado, as empresas não investem em capital humano por causa dos fatores estruturais que inevitavelmente implicam na redução da produtividade?

Como investir

O investimento em capital humano que impacta mais rapidamente na produtividade é, de fato, o aumento salarial. Porém, o passado recente mostrou que esse modelo precisa ser sustentável.

Assim, se o ajuste dos salários pode elevar a produtividade, a manutenção dela hoje está muito atrelada aos investimentos em educação, treinamentos, qualidade de vida, oportunidades de liderança e outros aspectos valorizados pelos profissionais contemporâneos.

Pensando nisso, elaboramos algumas dicas de como promover um aumento da produtividade sustentável por meio do investimento em capital humano.

Os salários

Poucas empresas sabem, mas o investimento em salários mais altos paga a si mesmo em um prazo relativamente curto. Além disso, ele aumenta a produtividade, a qualidade das ações estratégicas e até mesmo a experiência do consumidor com os produtos e/ou serviços oferecidos.

Pesquisas mostram que tanto empresas de pequeno quanto de grande porte se beneficiam com essa postura.

Além disso, oferecer um salário acima do mercado permite, em alguns casos, a manutenção de uma equipe menor, com menores gastos em contratações e redução no custo de aquisição de cada cliente. Portanto, não há dúvida que aumentar os salários é uma maneira de iniciar os investimentos em produtividade.

O tempo

O melhor uso do tempo de executivos é uma questão muito discutida no ambiente dos recursos humanos, pois é comum que suas agendas estejam cheias de reuniões, viagens e deslocamentos que, de fato, “quebram” o dia e a rotina em vários pedaços, impedindo que haja a concentração profunda em uma atividade de longa duração.

Garantir mais tempo para o pensamento aprofundado pode ter um grande impacto no aumento da produtividade e proporcionar meios criativos de atuar no mercado em questão ou de solucionar problemas mais complexos. Como falamos nesse post sobre a Regra das 5 Horas, é essencial que se separe um tempo para pensar e refletir em novas soluções e estratégias.

A energia pessoal

Startups e empresas de tecnologia investem em energia diária de seus colaboradores por meio dos ambientes diferenciados que proporcionam estímulos criativos. Se o objetivo é estimular a criação de soluções inovadoras e disruptivas, além de promover um ambiente de trabalho que estimula o engajamento, sua empresa pode focar em funcionários inspirados.

Esses ambientes devem promover mais autonomia e agilidade e se ligarem à missão e visão da empresa, para que o colaborador não se esqueça onde deve chegar. Algumas empresas fornecem ambientes joviais e coloridos, enquanto outras proporcionam locais de trabalho a céu aberto e em contato com a natureza. Essa escolha também depende do perfil e mercado da empresa.

O mercado de trabalho está em constante mudança e isso não é segredo para ninguém. Novas profissões surgem, enquanto outras somem ou dão lugar a processos automatizados. São muitas novidades para assimilar, e isso também traz medo aos profissionais, pois o futuro é incerto. Além de sentir segurança financeira em sua carreira, é essencial que o funcionário se sinta parte de algo maior, que ele de fato é uma peça importante naquele local e que não será descartado na primeira possibilidade e necessidade de redução de custos.

 

Escrito pela equipe da 157next.academy em 19 de dezembro de 2019

 

Fórum deste(a) post

Deixe aqui seu comentário